Category

19 set 2012 Posted by: Comments: 0 In: Blog Tags: , ,

No domingo, 28 de outubro às 15:00hs, por Marco Polo Rauth

Olá pessoal.

Esta é uma chamada para a palestra que será ministrada dia 28/10/2012 às 15:00hs, pelo proprietário Marco Polo Rauth do Centro de Criação e Treinamento de Border Collie Canil Campo Alto.

Teremos ainda presença do Veterinário Marcos Felipe W. Rauth e da Adestradora Comportamentalista Veridiana Martins, farão parte dos palestrantes.

 

 

TEMAS ABORDADOS:

  • por que adestrar?
  • comportamentos desejados e indesejáveis
  • expressões corporais do cão; como se comunicar?
  • socialização
  • adestramento básico
  • alterações fisiológicas no homem em contato com o cão; por que faz bem?

Os interessados que adquiriram Border Collie do Canil Campo Alto deverão fazer suas inscrições gratuitamente pelo e mail mprauth@hotmail.com. Interessados em assistir a palestra e ainda não são proprietários de nossos Border Collie poderão fazer inscrição mediante pagamento:

Taxa R$70,00

Garanta sua vaga!
Marco Polo

23 mai 2012 Posted by: Comments: 0 In: Blog Tags: ,

Olá pessoal.

 

Esta é uma chamada para a palestra que será ministrada dia 16/06/2012 às 14:00hs, pelo proprietário Marco Polo Rauth do Centro de Criação e Treinamento de Border Collie Canil Campo Alto.

 

TEMAS ABORDADOS:

  • por que adestrar?
  • comportamentos desejados e indesejáveis
  • expressões corporais do cão; como se comunicar?
  • socialização
  • adestramento básico
  • alterações fisiológicas no homem em contato com o cão; por que faz bem?

 

Os interessados que adquiriram Border Collie do Canil Campo Alto deverão fazer suas inscrições gratuitamente pelo e mail mprauth@hotmail.com.

 

Garanta sua vaga!
Marco Polo

28 abr 2012 Posted by: Comments: 0 In: Blog Tags:
Veridiana Dias e seu border collie Eros

Veridiana Dias e seu border collie Eros

Muitas vezes donos de primeira viagem ao levarem seu novo amiguinho para casa se deparam com inúmeras dúvidas e muitas vezes ficam preocupados se estão fazendo o correto, ou ainda se estavam realmente preparados para receber um cãozinho em casa.

Conforme o tempo vai passando, até mesmo os donos de cães mais experientes se deparam com situações nas quais não sabem como devem agir. É muito comum as pessoas pensarem que seus cães estão fazendo birra ou que não gostam mais delas devido a alguns comportamentos considerados inadequados. Comumente ouvimos algo do tipo: “Toby, eu já falei pra você não fazer xixi aí!”, “Ele se vinga de nós quando o deixamos sozinho em casa, por isso destrói tudo!” ou “Ele não me obedece!”. Cães e humanos, apesar de conviverem há aproximadamente 15 mil anos, são duas espécies distintas, que se comunicam e interagem com o mundo de formas diferentes.

O adestramento de obediência tem como objetivo ensinar comandos ao cão e, através disso, criar uma comunicação mais clara entre as espécies, proporcionando maior controle sobre o cão e tornando-o mais atento à família, sociável, relaxado e feliz. Além do adestramento de obediência, é importante que seja dado ênfase a parte comportamental, ensinar à família o porquê de determinados comportamentos e qual a melhor forma de lidar com eles, assim como tratar possíveis problemas comportamentais como medo, agressividade, super-excitabilidade, entre outros que possam ter sido adquiridos ao longo da vida do cão.

Na Amigo Fiel trabalhamos em conjunto com a família, para que todos possam aprender como lidar com o cão, criando uma relação mais próxima e harmoniosa entre todos e fazendo com que o momento do adestramento seja agradável e divertido para o cão e para a família. O cão passa a ficar mais atento aos donos, a repetir comportamentos desejáveis e evitar maus comportamentos, a relação de confiança fica fortalecida e ambas as partes ficam mais felizes.

Muitas pessoas pensam que somente os filhotes ou cães jovens podem ser adestrados, porém, os cães apresentam capacidade de aprendizado durante toda a vida, independente da idade, raça ou sexo. Essa capacidade pode se mostrar maior em determinadas raças do que outras ou ainda sofrer acréscimo ou decréscimo de acordo com os estímulos que o cão recebeu durante sua criação. O convívio com os humanos e situações diversificadas pode interferir diretamente nessa capacidade. Um bom adestrador e comportamentalista vai ajudar a desenvolver a capacidade que o seu cão tem para aprender coisas novas, levando em consideração as particularidades de cada caso.

Por
Veridiana Martins Dias
Adestradora de cães e comportamentalista
(41) 8891-6887

www.amigofieladestramento.com.br
www.facebook.com/amigofieladestramento

31 out 2011 Posted by: Comments: 0 In: Blog Tags: ,

Por Dante Camacho

 

Dante Camacho - border colliePoucos sabem realmente do que se trata o adestramento com clicker, mas com certeza muitos já ouviram falar deste método.
O treinamento de animais com clicker, já vem sendo utilizado com sucesso há décadas, mas só recentemente chegou ao conhecimento do público que treina cães.

 

Caracterizado pela não necessidade de se tocar no animal para ensiná-lo, o clicker se tornou útil e imprescindível no treinamento de animais como golfinhos e baleias, por estarem dentro d’água, animais pequenos e sensíveis como ferrets e passarinhos e também animais grandes e ou agressivos como gorilas, leões, cavalos e etc.

 

No treinamento de cães o clicker se faz útil em diversos pontos, mas um considerado por mim, muito importante, é a facilidade na comunicação e o alto grau de compreensão do animal sobre aquilo que queremos ensiná-lo.

 

Utilizado em diversos segmentos do adestramento canino, o clicker pode ajudar o treinador a ensinar um cão tudo o que sua mente for capaz de pensar. Desde fazer as necessidades no lugar certo, até tarefas complexas como reconhecimento de odores e comportamentos em cadeia.

 

O método parte do princípio básico do condicionamento operante. Um som é relacionado a uma recompensa e utilizado como confirmação e parabenização por uma tarefa bem executada.

 

Também é bastante utilizada a indução através de petiscos para ajudar o cão.

 

A utilização de petiscos e recompensas muitas vezes é questionada, alegando-se criar dependência dos mesmos.

 

Graças a uma variação constante no uso de recompensas como quantidade, tipo e freqüência em que são dadas, é possível se treinar cães que trabalhem por longos períodos sem receber petiscos.

Leia mais